terça-feira, 5 de junho de 2012

10º FETED Classificados


10º Festival Estudantil de Teatro e Dança
Projetos selecionados / 2012

Espetáculos de teatro para crianças:

*Cinderela Atrapalhada (Grupo Diocesano de Artes e Colégio Diocesano de Garanhuns / Garanhuns)
Texto: Carlos Janduy. Direção: Sandra Albino.

*Cor de Chuva (Lubienska Centro Educacional / Recife)
Texto: Fernando Neder. Direção: Sílvio Pinto.

*Flicts (Grupo Arte em Movimento e Instituto Federal de educação, Ciência e Tecnologia de Pernambuco – IFPE / Recife)
Texto: Aderbal Júnior, a partir da obra de Ziraldo. Direção: Black Escobar.

O Castelo Desencantado (Grupo AMEC de Teatro e Escola de Aplicação da AMEC / Igarassu)
Texto: Jomar Magalhães. Direção: Rafael Munkler.

*O Presente do Rato Limpeza (Grupo Teatral ArtDOM e Colégio DOM / Olinda)
Texto e direção: Thina Neves.

Pássaros dos Sonhos (Coletivo de Teatro Domínio Público e SESC de Santo Amaro / Recife)
Texto: coletivo, com supervisão de Analice Croccia. Direção: Rodrigo Cunha.

*Reciclar-te (Instituto de Desenvolvimento da Criança e Adolescente Criança Feliz – ICF / Paulista)
Texto: reunião de obras de Ramon Berta Wayne, Ismael Gaião e Michele Sant’ana. Adaptação e direção: Michele Sant’ana.

Soletrando, Bisbilhotando e Encantando (Companhia Teatral Trevo Pernambucano e Projeto Escola Aberta/Escola Professor Ariosto Nunes Martins / Cabo de Santo Agostinho)
Texto e direção: Hoton Esteves.

Um Chapéu Cheio de Chá (Academia Santa Gertrudes / Olinda)
Texto: Gabriela Cabral em adaptação de Alice no País das Maravilhas, de Lewis Carroll. Direção: Gabriela Cabral.

*Cordélio – Cheio de Histórias (Grupo de Teatro Colégio Anglo Líder – Tamarineira / Recife).
Texto: compilação de variados cordeis. Adaptação e direção: Murilo Freire.

*Projetos que prioritariamente, por pontuação, terão que dividir a data de apresentação com outro espetáculo.
Os demais projetos foram desclassificados.

Espetáculos de teatro para adultos:

*Arco-Íris Para Cegos (Coletivo Agridoce de Teatro e Escola Armínio Guilherme Dos Santos / Cabo de Santo Agostinho)
Texto: Eugênio Carvalho, com organização dramatúrgica de Isabella Farias. Direção: Jeferson Alves.

De Noite, Sombras e Ausências (Cia. Experimental de Teatro e Colégio Municipal 3 de Agosto / Vitória de Santo Antão)
Texto e direção: César Leão.

Ici ou Quando as Borboletas Cessarem de Bater suas Negras Asas Dentro de Nossas Cabeças (Engenho de Criação Formação e Pesquisa Teatral / Recife)
Texto: livre adaptação de obras de Osman Lins, Clarice Lispector, Anton Tchecov e Caio Fernando Abreu. Adaptação e direção: Ivan Ferreira.

*Lamentos para um Amor Inacabável (Cia. Teatral Sobre o Palco e Escola de Referência em Ensino Médio Presidente Epitácio Pessoa / Cabo de Santo Agostinho)
Texto e direção: Állex Matarazzo.

Nem às Paredes Confesso (Curso de Iniciação Teatral Cênicas Cia. de Repertório / Recife)
Texto: livre adaptação de obras de Lygia Fagundes Telles, Caio Fernando Abreu, Sérgio Roveri, Marcelino freire e Roberto Alvim. Adaptação e direção: Antônio Rodrigues.

*Nocaute: Da Mais Profunda Solidão (Cia. Experimental de Teatro e Colégio Municipal 3 de Agosto / Vitória de Santo Antão)
Texto: César Leão e Raphael Gustavo, a partir da obra de Roberto Alvim. Direção: César Leão.

*O Auto dos Noventa e Nove Por Cento (Grupo Teatral Se Der Certo Continua e Escola Municipal Casa dos Ferroviários / Recife)
Texto: Oduvaldo Viana Filho. Direção: Geraldo Cosmo.

O Casamento Suspeitoso (Exato Colégio e Curso / Caruaru)
Texto: Ariano Suassuna. Direção: Adeilson Gigante.

O Crime Mais Que Perfeito (Espaço MUDA / Recife)
Texto: Jorge Féo, em adaptação livre da obra de Uncle Harris. Direção: Jorge Féo.

*Que Coisa!? (Curso de Teatro do Espaço Criança Esperança Jaboatão / Jaboatão dos Guararapes)
Texto: livre adaptação de obras de Karl Valentin e Luís Fernando Veríssimo. Adaptação e direção: Altino Francisco.

*Reis Andarilhos (Grupo Teatral Ariano Suassuna e Escola Santos Cosme e Damião / Igarassu)
Textro: Luiz Felipe Botelho. Direção: Albanita Almeida e André Ramos.

Sangue de Dragão (Grupo de Teatro Dose humana e Colégio Marista São Luís / Recife)
Texto: Flávia Savary. Direção: Fátima Aguiar.

*60 Saudosos (Grupo Teatral JR. PE e Associação Cultural Boi Menino / Olinda)
Texto e direção: Anderson Leite.

Um Molière Imaginário (Escola de Referência em Ensino Médio Austro Costa / Limoeiro)
Texto: Cacá Brandão. Direção: Charlon Cabral.

Viva o Cordão Encarnado (Theatros e Cia. Produções Artísticas / Recife)
Texto: Luiz Marinho. Direção: Marcos Portela.

*Projetos que prioritariamente, por pontuação, terão que dividir a data de apresentação com outro espetáculo.
Os demais projetos foram desclassificados.


Dança (coreografias de até 10 minutos):

*Afinal de Conta, Quem Somos? (Grupo Arte em Movimento e Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Pernambuco / Recife)
Coreografia: Patrícia Pina Cruz. Direção: Black Escobar.

*A Quatro Faces (Grupo Arte em Movimento e Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Pernambuco / Recife)
Coreografia: Júlio Custódio Silva, Evelin Oliveira, Monique Muniz e Jackson Nino. Direção: Black Escobar.

*Construção (Grupo Arte em Movimento e Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Pernambuco / Recife)
Coreografia e direção: Black Escobar.

Coppelia, a Boneca (Studio de Danças / Recife)
Coreografia e direção: Flávia Barros.

Danssu (Grupo NAP de Dança e Colégio NAP / Recife)
Coreografia e direção: Viviane Lira.

Debá (Aria Espaço de Dança e Arte / Jaboatão dos Guararapes)
Coreografia e direção: Ana Emília Freire.

*Dentro (Aria Social / Jaboatão dos Guararapes)
Coreografia e direção: Carla Machado.

Dorothy e o Brilho das Esmeraldas (ArtDOM Ballet e Colégio DOM / Olinda)
Coreografia e direção: Thamara Moreira.

Entre Parênteses (Quanta Cia. de Dança e Projeto Escola Aberta/Escola Estadual Vidal de Negreiros / Recife)
Coreografia: Silas Samarky e Danilo Rojas. Direção: Silas Samarky.

Estigma Negro (Grupo Fenômenos de Rua e Escola Elizeu Araújo / Pesqueira)
Coreografia e direção: Emanuel Ancelmo Morais dos Santos

Eu, o Outro (Gothá Cia. de Dança e Faculdade de Ciências da Administração de Pernambuco / Recife)
Coreografia e direção: Cristiane Barbosa.

Harlequinade (Studio de Danças / Recife)
Coreografia: Marius Petipa. Adaptação e direção: Jane Dickie.

Intro (Curso de Dança da Universidade Federal de Pernambuco / Recife)
Coreografia e direção: Stefany Ribeiro.

Juazeiro (Equipe de Dança e Colégio Equipe / Recife)
Coreografia: Taynanda Carvalho e Viviane Lira. Direção: Taynanda Carvalho e Viviane Lira.

*Melodia Sentimental (Aria Clássico / Jaboatão dos Guararapes)
Coreografia e direção: Inêz Lima.

*Minha Obsessão Tem um Nome (Grupo 6’1 de Dança e Escola Estadual Jordão Emerenciano / Recife)
Coreografia: Alberto Maronne, Dandara Marques, Everton Lupicínio, Henrique Braz, Lídia Lins, Nathália de Sá, Jorge Kildery e Nickson Oliveira. Direção: Jorge Kildery.

Odoiá (Cia. de Dança e Teatro Luardat / Recife)
Coreografia: Elaine Cristina. Direção: Erick Pinto.

Outono (Núcleo de Pesquisa em Dança Contemporânea do SESC de Santo Amaro / Recife)
Coreografia e direção: Íris Campos.

Princesa Florine (Studio de Danças / Recife)
Coreografia: Marius Petipa. Adaptação e direção: Brenda Schettini.

Ritmos (Companhia Artística Jovens Encenam/Cia. AJE de Dança e Escola Municipal Poeta Paulo Bandeira da Cruz / Recife)
Coreografia e direção: Kelly Santos.

Romanceando (Aria Clássico / Jaboatão dos Guararapes)
Coreografia e direção: Inêz Lima.

Sabiá (Grupo Pantomima e Colégio Equipe / Recife)
Coreografia: Taynanda Carvalho e Viviane Lira. Direção: Taynanda Carvalho.

Satanella Pas de Deux (Studio de Danças / Recife)
Coreografia original: Marius Petipa. Adaptação e direção: Jane Dickie.

Transfiguração (Aquarius Tribal Fusion Cia. de Dança e Núcleo de Cultura da Fafire – Faculdade Franssinetti do Recife / Recife)
Coreografia: Aquarius Tribal Fusion Cia. de Dança. Direção: Alê Carvalho e Carol Monteiro.

Tributo (Grupo Contemporâneo Motivo e Colégio Motivo / Recife)
Coreografia e direção: Cristiane Barbosa.

Yottabyte (Work in Progress) (Curso de Dança da Universidade Federal de Pernambuco / Recife)
Coreografia e direção: Jorge Kildery.

*Projetos que, por pontuação, não terão prioridade na escolha de data e ordem de apresentação.
*Os demais projetos foram desclassificados.

A produção.