quarta-feira, 19 de julho de 2017

 


15º FESTIVAL ESTUDANTIL DE TEATRO E DANÇA 
Sempre no Teatro Apolo (Rua do Apolo, 121, 
Bairro do Recife.Tel. 3355 3320). 
Ingressos: R$ 10 (preço único promocional)
PROGRAMAÇÃO
Dia 23 de agosto de 2017 (quarta-feira), às 19h
Haverá Um Maldito Aqui Dentro (Escola Municipal de Arte João Pernambuco – Recife). Texto: Fred Nascimento, a partir do universo de Charles Bukowski. Direção: Fred Nascimento.
Dia 24 de agosto de 2017 (quinta-feira), às 19h
De Quem é a Culpa Se Nunca Chegamos? (Grupo Arte em Movimento e Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Pernambuco – Recife). Texto: criação coletiva do Grupo Arte em Movimento. Direção: Eduardo Bringel.
Dia 25 de agosto de 2017 (sexta-feira), às 19h
Homens e Caranguejos (Grupo Arte em Movimento e Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Pernambuco – Recife). Texto: criação coletiva, sob coordenação de Higor Tenório. Direção: Higor Tenório.

Dia 26 de agosto de 2017 (sábado), às 16h
Edifício Máximus (Academia Santa Gertrudes – Olinda). Texto e direção: Gabi Cabral.

Dia 26 de agosto de 2017 (sábado), às 20h
Isadora, Um Espetáculo de Plagiocombinação (Curso de Licenciatura em Teatro da Universidade Federal de Pernambuco – Recife). Criação coletiva. Direção: Marianne Consentino, com assistência de Rafael Dayon e Rosa Amorim.
Dia 27 de agosto de 2017 (domingo), às 16h
Willy na Terra dos Meninos Invisíveis (Grupo Pedra Polida e CEAEC – Centro de Artes, Educação e Cultura – Olinda). Texto e direção: Anderson Abreu.

Dia 27 de agosto de 2017 (domingo), às 20h
O Mar do Sertão (Colégio Marista São Luís – Recife). Texto e direção: Emmanuel Matheus.

Dia 30 de agosto de 2017 (quarta-feira), às 19h
Ritos de Vingança, Amor e Sangue (Cênicas Cia. de Repertório – Recife). Texto: livre adaptação da obra de William Shakespeare. Direção: Antônio Rodrigues.

Dia 31 de agosto de 2017 (quinta-feira), às 19h
Ascensão e Queda da Cidade (Curso Avançado de Teatro do SESC Santo Amaro). Texto baseado na obra “Ascensão e Queda da Cidade de Mahagonny”, de Bertolt Brecht. Direção: Pedro Rodrigues, com assistência de Alcione Aquino.

Dia 01 de setembro de 2017 (sexta-feira), às 19h
VudéjàVu (Academia Santa Gertrudes – Olinda). Texto: Gabi Cabral e Valentina Lima. Direção: Gabi Cabral.

Dia 02 de agosto de 2017 (sábado), às 16h
Espetáculo de formas animadas, indicado para maiores de 14 anos
Retratos de Amor (Curso de Licenciatura em Teatro da Universidade Federal de Pernambuco – Recife). Criação coletiva. Direção: Izabel Concessa.

Dia 02 de agosto de 2017 (sábado), às 20h
Os Sobreviventes (Coletivo Em Duo e Curso de História da Universidade Federal de Pernambuco – Recife). Texto: Camila Mendes, livremente inspirada em conto de Caio Fernando Abreu. Direção: Camila Mendes e Fábio Alves.

PROGRAMAÇÃO DAS COREOGRAFIAS
Dia 03 de setembro de 2017 (domingo)
APRESENTAÇÕES DAS 17 HORAS

Aurora (Battu Grupo de Dança e Colégio Virgem Imaculada – Paulista). Coreografia e direção: Thuan César Nascimento.

Eita! Nordeste da Peste! (Pré-Grupo de Dança e Colégio Virgem Imaculada – Paulista). Coreografia e direção: Thuan César Nascimento.

Amigas (Stúdio de Danças – Recife). Coreografia e direção: Viviane Luz.

Aquela Coisa Toda (Grupo NAP de Dança e Colégio NAP – Recife). Coreografia e direção: Viviane Lira.

Bandolins (Grupo NAP de Dança e Colégio NAP – Recife). Coreografia e direção: Viviane Lira.

Bonecas Francesas (Stúdio de Danças – Recife). Coreografia e direção: Brenda Schettini e Lúcia Roberta Dumaresq Valle. Direção: Brenda Schettini.

Elo (Grupo Equipe de Dança e Colégio Equipe – Recife). Coreografia e direção: Taynanda Carvalho e Viviane Lira.

Sangrando (Grupo NAP de Dança e Colégio NAP – Recife). Coreografia e direção: Viviane Lira.

Paysant (Stúdio de Danças – Recife). Coreografia: Jules Perrot Jean Coralli. Adaptação e direção: Brenda Schettini.

Princesa Florine (Stúdio de Danças – Recife). Coreografia: Marius Petipa. Adaptação e direção: Brenda Schettini.
APRESENTAÇÕES DAS 19 HORAS

Louvação Bandeira de São João e Acorda Povo (Grupo Artístico e Cultural Boi Ta Ta Tá – Recife) Coreografia e direção: Grupo Artístico e Cultural Boi Ta Ta Tá.

Brinquedos Populares (Academia Santa Gertrudes – Olinda). Coreografia e direção: Gigi Albuquerque.

Cartomantes (Escola Gesttus – Recife). Coreografia e direção: Mayara Mesquita

Dandara (Escola Gesttus – Recife). Coreografia e direção: Larissa Porto

 (Escola Gesttus – Recife). Coreografia e direção: Mayara Mesquita

No Passo do Frevo (Centro Comunitário Vivendo e Aprendendo – Camaragibe). Coreografia: criação coletiva. Direção: Anderson Henry.

Nós Duas (Escola Gesttus – Recife). Coreografia e direção: Mayara Mesquita

O Grito da Liberdade (Grupo Cultural Faceta Cia. de Dança – Recife). Coreografia e direção: Conceição Silva.

Quando o Tempo Para (Escola Gesttus – Recife). Coreografia e direção: Mayara Mesquita

Tempos Modernos (Escola Gesttus – Recife). Coreografia e direção: Vannina Porto

Sobre Sonhos e Balões (Escola Gesttus – Recife). Coreografia e direção: Larissa Porto

Dançar da Alegria (Centro Comunitário Vivendo e Aprendendo – Camaragibe). Coreografia e direção: Anderson Henry.

sexta-feira, 7 de julho de 2017


15º Festival Estudantil de Teatro e Dança

Selecionados na categoria Teatro:

De Quem é a Culpa Se Nunca Chegamos? (Grupo Arte em Movimento e Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Pernambuco – Recife). Texto: criação coletiva do Grupo Arte em Movimento. Direção: Eduardo Bringel.

DNA (Grupo de Teatro da Escola da Vila – São Paulo). Texto: Dennis Kelly. Direção: Tuna Serzedello.

Edifício Máximus (Academia Santa Gertrudes – Olinda). Texto e direção: Gabi Cabral.

Haverá Um Maldito Aqui Dentro (Escola Municipal de Arte João Pernambuco – Recife). Texto: Fred Nascimento, a partir do universo de Charles Bukowski. Direção: Fred Nascimento.

Homens e Caranguejos (Grupo Arte em Movimento e Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Pernambuco – Recife). Texto: criação coletiva, sob coordenação de Higor Tenório. Direção: Higor Tenório.

Isadora, Um Espetáculo de Plagiocombinação (Curso de Licenciatura em Teatro da Universidade Federal de Pernambuco – Recife). Criação coletiva. Direção: Marianne Consentino, com assistência de Rafael Dayon e Rosa Amorim.

O Mar do Sertão (Colégio Marista São Luís – Recife). Texto e direção: Emmanuel Matheus.

Os Sobreviventes (Coletivo Em Duo e Curso de História da Universidade Federal de Pernambuco – Recife). Texto: Camila Mendes, livremente inspirada em conto de Caio Fernando Abreu. Direção: Camila Mendes e Fábio Alves.

Retratos de Amor (Curso de Licenciatura em Teatro da Universidade Federal de Pernambuco – Recife). Criação coletiva. Direção: Izabel Concessa.

Ritos de Vingança, Amor e Sangue (Cênicas Cia. de Repertório – Recife). Texto: livre adaptação da obra de William Shakespeare. Direção: Antônio Rodrigues.

VudéjàVu (Academia Santa Gertrudes – Olinda). Texto: Gabi Cabral e Valentina Lima. Direção: Gabi Cabral.

Willy na Terra dos Meninos Invisíveis (Grupo Pedra Polida e CEAEC – Centro de Artes, Educação e Cultura – Olinda). Texto e direção: Anderson Abreu.


Selecionados na categoria Dança:


Amigas (Stúdio de Danças – Recife). Coreografia e direção: Viviane Luz.

Aquela Coisa Toda (Grupo NAP de Dança e Colégio NAP – Recife). Coreografia e direção: Viviane Lira.

Aurora (Battu Grupo de Dança e Colégio Virgem Imaculada – Paulista). Coreografia e direção: Thuan César Nascimento.

Bandolins (Grupo NAP de Dança e Colégio NAP – Recife). Coreografia e direção: Viviane Lira.

Bonecas Francesas (Stúdio de Danças – Recife). Coreografia e direção: Brenda Schettini e Lúcia Roberta Dumaresq Valle. Direção: Brenda Schettini.

Brinquedos Populares (Academia Santa Gertrudes – Olinda). Coreografia e direção: Gigi Albuquerque.

Cartomantes (Escola Gesttus – Recife). Coreografia e direção: Mayara Mesquita

Dançar da Alegria (Centro Comunitário Vivendo e Aprendendo – Camaragibe). Coreografia e direção: Anderson Henry.

Dandara (Escola Gesttus – Recife). Coreografia e direção: Larissa Porto

Elo (Grupo Equipe de Dança e Colégio Equipe – Recife). Coreografia e direção: Taynanda Carvalho e Viviane Lira.

Eita! Nordeste da Peste! (Pré-Grupo de Dança e Colégio Virgem Imaculada – Paulista). Coreografia e direção: Thuan César Nascimento.

Louvação Bandeira de São João e Acorda Povo (Grupo Artístico e Cultural Boi Ta Ta Tá – Recife) Coreografia e direção: Grupo Artístico e Cultural Boi Ta Ta Tá.

(Escola Gesttus – Recife). Coreografia e direção: Mayara Mesquita

No Passo do Frevo (Centro Comunitário Vivendo e Aprendendo – Camaragibe). Coreografia: criação coletiva. Direção: Anderson Henry.

Nós Duas (Escola Gesttus – Recife). Coreografia e direção: Mayara Mesquita

O Grito da Liberdade (Grupo Cultural Faceta Cia. de Dança – Recife). Coreografia e direção: Conceição Silva.

Paysant (Stúdio de Danças – Recife). Coreografia: Jules Perrot Jean Coralli. Adaptação e direção: Brenda Schettini.

Princesa Florine (Stúdio de Danças – Recife). Coreografia: Marius Petipa. Adaptação e direção: Brenda Schettini.

Quando o Tempo Para (Escola Gesttus – Recife). Coreografia e direção: Mayara Mesquita

Sangrando (Grupo NAP de Dança e Colégio NAP – Recife). Coreografia e direção: Viviane Lira.

Sobre Sonhos e Balões (Escola Gesttus – Recife). Coreografia e direção: Larissa Porto


Tempos Modernos (Escola Gesttus – Recife). Coreografia e direção: Vannina Porto