quarta-feira, 10 de julho de 2013

SELECIONADOS DO 11º FESTIVAL ESTUDANTIL DE TEATRO E DANÇA

SELECIONADOS no 11º Festival Estudantil de Teatro e Dança, de 14 de agosto a 01 de setembro de 2013

# ATENÇÃO – Reunião com pelo menos um representante de cada trabalho neste sábado, 13 de julho, às 16h, no Teatro Apolo (Bairro do Recife). É imprescindível a participação de alguém.

Programação Teatro Infanto-Juvenil:

Coisas do Mar (Grupo Teatral Ariano Suassuna e Escola Estadual Santos Cosme e Damião – Igarassu). Texto: histórias da cultura popular oral recolhidas por Câmara Cascudo. Direção: Albanita Almeida.
Outra História de Francisco (Núcleo IniciATIVA de Teatro e Trupe Cara & Coragem – Cabo de Santo Agostinho). Texto e direção: Luiz de Lima Navarro.
Tempo de Brincar (Grupo Teatral ArtDOM e Colégio DOM – Recife). Texto e direção: Thina Neves.
A Menina e o Vento (Oficina Cênica/OFICEN e Grupo Escoteiro Narciso Félix de Araujo – Igarassu). Texto: Maria Clara Machado. Direção: Erineide Moreira.
Chuva Chuvarada (Curso Básico de Teatro da Escola Municipal de Arte João Pernambuco – Recife). Texto: Sylvia Orthoff, com adaptação de Waldomiro Ribeiro. Direção: Miro Ribeiro.

Programação Teatro Adulto:

Quem Casa, Quer Casa (Trupe Arte Em Movimento e Centro Cultural Mestre Dié – Ponte dos Carvalhos). Texto: Martins Pena. Direção: Itamar Phellype.
Sem Palavras (Cia. Dinâmica de Dança e Teatro e Escola Ariosto Nunes Martins/Projeto Escola Aberta – Cabo de Santo Agostinho). Texto e direção: Alesson Max.
O Amante Pintor (Associação Coletivo Brasil de Economia Criativa – Recife). Texto: Molière. Direção: Rômulo do Amaral.
Há Uma Palavra no Meio do Caminho (Grupo Teatral Jovens Em Cena do SESC Santo Amaro – Recife). Texto: criação coletiva, com supervisão de Flávio Santos. Direção: Flávio Santos.
Andarilhos da Poesia Pernambucana (Cia. Experimental de Teatro e FAINTVISA – Vitória de Santo Antão). Texto: Raphael Gustavo, a partir das obras de Ascenso Ferreira, Marcus Accioly, Joaquim Cardozo e Luiz Gonzaga. Direção: César Leão.
Alumbramento Bandeira (Coletivo de Teatro Bárbara Idade do SESC Santo Amaro – Recife). Texto: criação coletiva a partir da obra de Manuel Bandeira, com supervisão de Rodrigo Cunha. Direção: Rodrigo Cunha.
Mandala. O Homem e o Cosmo (Cia. Cênica Yakecan e Escola Municipal de Arte João Pernambuco – Recife). Texto: criação coletiva com coordenação de Higor Tenório e Otacílio Júnior. Direção: Otacílio Júnior.
Xeque (Grupo Corpus Abá e Associação de Apoio a Criança e ao Adolescente/AACA – Recife). Texto: Grupo Corpus Abá. Direção: Lane Cardoso.
Fake Fiction (Coletivo Fake e Universidade Federal de Pernambuco/UFPE – Recife). Texto: Diego Albuck, Gadú Costa e Lili Lima. Direção: Lili Lima.
A Festa do Rei (Companhia Popular de Teatro de Camaragibe e Escola Professor Antônio Carneiro Leão – Camaragibe). Texto: Racine Santos. Direção: Juvino Agner.
O Deus Que Devasta Mas Também Cura (Coletivo Agridoce de Teatro e Escola Municipal Armínio Guilherme dos Santos – Cabo de Santo Agostinho). Texto: Magali Polida e Matheus Machado. Direção: Jeferson Alves.
A Incrível Confeitaria do Sr. Pellica (Curso de Iniciação Teatral Cênicas Cia. de Repertório – Recife). Texto: Pedro Brício. Direção: Antônio Rodrigues.
Retratos da Realidade (Curso Livre de Iniciação Teatral da Igreja Evangélica Batista da Cohab, Programa Escola Aberta e Grupo Ministério do Riso – Cabo de Santo Agostinho). Texto: criação coletiva, com supervisão de Hoton Esteves. Direção: Hoton Esteves.
Koka Kola (Grupo de Teatro Macambira e Academia Santa Gertrudes – Olinda). Texto e direção: Gabi Cabral.
60 Segundos – Vidas Que Se Cruzam (Cia. Teatral Charte e Centro Cultural Mestre Dié – Ponte dos Carvalhos). Texto: Heyder Sanfer e César Rasec. Direção: César Rasec.
Tarja Preta (Grupo Cultural Poetas Vivos e FASA/Fundação Antônio dos Santos Abranches/Unicap – Recife). Texto e direção: Rodrigo Mendonça do Nascimento.
Muito Pelo Contrário (Grupo Arte Em Movimento e Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Pernambuco – Campus Recife). Texto: João Falcão. Direção: Black Escobar.


Dança – Coreografias em solos, duos, trios ou grupos:

Pra Falar de Amor (Culturarte Companhia Jovem de Dança e Culturarte Escola de Formação em Dança – Recife). Direção: Ana Elena Janovitz e Michelle Mourão.
BOPE (Escola Municipal Irmã Zélia de Nicácio – Pesqueira). Direção: Emanuel Ancelmo Morais dos Santos.
Variações Paysant (Giselle) e Cupido (Dom Quixote) (Culturarte Escola de Formação em Dança – Recife). Direção: Ana Elena Janovitz e Viviane Moraes.
A Força de Uma Conquista (Cia. de Dança e Teatro Luardat – Recife). Direção: Erick Pinto.
Fadas das Florestas (ArteDOM Ballet e Colégio DOM – Recife). Direção: Thamara Moreira.
Fadas do Amor (ArteDOM Ballet e Colégio DOM – Recife). Direção: Thamara Moreira.
Da Terra ao Caos (Grupo Arte Em Movimento e Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Pernambuco – Campus Recife). Direção: Black Escobar.
Entre Nós e Eu (Cia. de Dança KS – Recife). Direção: Kassio Soares.
Construção (Grupo NAP de Dança e Colégio NAP – Recife). Direção: Viviane Lira.
Toada e Desafio (Aquarius Cia. de Dança e Núcleo de Cultura da Fafire – NUCFIRE – Recife). Direção: Alê Carvalho e Carol Monteiro.
Assum Preto (Artemis Tribal Fusion e Núcleo de Cultura da Fafire – NUCFIRE – Recife). Direção: Alê Carvalho.
Confundidos (Aquarius Tribal Fusion e Núcleo de Cultura da Fafire – NUCFIRE – Recife). Direção: Alê Carvalho e Caio Pinheiro.
Estilo (Equipe de Dança e Colégio Equipe – Recife). Direção: Taynanda Carvalho e Viviane Lira.
Paysant (Studio de Danças – Recife). Direção: Brenda Schettini.
O Amanhecer da Primavera (Studio de Danças – Recife). Direção: Brenda Schettini.
Rosa e Paulo (Studio de Danças – Recife). Direção: Flávia Barros.
Pizzicato (Studio de Danças – Recife). Direção: Jane Dickie.
Variação Odalisca (Studio de Danças – Recife). Direção: Jane Dickie.
La Fille Mal Gardée (Studio de Danças – Recife). Direção: Jane Dickie.
Trois das Águas – La Bayadère (Studio de Danças – Recife). Direção: Brenda Schettini.
Liberdade (Studio de Danças – Recife). Direção: Alessandra Salamanka e Isabela Severi.
A Fada Boneca – Variação (Studio de Danças – Recife). Direção: Jane Dickie.
Surpresa (Studio de Danças – Recife). Direção: Viviany Luz.
Fadas das Estações (ArteDOM Ballet e Colégio DOM – Recife). Direção: Thamara Moreira.
Releitura da Nau Catarineta (Grupo Origens de Dança Popular e Academia Santa Gertrudes – Olinda). Direção: Tita Pereira.
Sementes do Nordeste (Centro Social Dom João Costa – Recife). Direção: Luiza Cordeiro de Melo Silva e Breno Galvão.
Elas (Pantomima Cia. de Dança – Recife). Direção: Viviane Lira.
Trilha (Esquadros Cia. de Dança – Recife). Direção: Erick Pinto.
De Lampião a Gonzagão (Grupo Cultural NossArt – PE e Escola Bento Américo – Belo Jardim). Direção: Edenildo Ferreira da Silva.
Bandolins (Studio de Dança Paula Rocha – Recife). Direção: Paula Rocha.

Atenciosamente, a produção.

Nenhum comentário:

Postar um comentário